BONS CLIENTES SÃO FUNDAMENTAIS

Uma das poucas unanimidades em arquitetura é que os melhores resultados não dependem apenas de um bom arquiteto, mas da conjunção de um profissional competente com um cliente especial.

O cliente especial não é aquele que permite ao arquiteto fazer qualquer loucura ou lhe dá liberdade total e orçamento ilimitado. O bom cliente sabe o quer e manifesta o seu desejo com clareza, sem ser inflexível. Mas ele tem também uma qualidade indispensável: como sabe que o seu conhecimento é limitado à sua experiência, está disposto a considerar as sugestões do seu arquiteto, por mais estranhas que possam parecer no início, e a confiar na sua capacidade de dar soluções autênticas aos problemas que lhe são propostos.

O caso do Estádio Municipal de Braga, construído pelo arquiteto Eduardo Souto de Moura para a Eurocopa de 2004 é típico do encontro e da interação entre um grande profissional e um cliente que esteve à sua altura.

Contratado para projetar um estádio convencional em uma parte plana de um parque esportivo, Souto de Moura viu a possibilidade de criar algo mais integrado ao local, inserindo o estádio numa velha pedreira que existia ao lado do terreno. Só o apoio do cliente permitiu que a sua idéia fosse levada adiante, pois envolveu um ano de excavações e trabalho em três turnos. Cliente e arquiteto foram massacrados na imprensa por dois anos até que, com o estádio pronto, tudo se inverteu, passando a obra a ser orgulho da cidade e atrativo turístico (o chamado “efeito Bilbao”). Na minha modesta opinião, valeu a pena.

Um dos seus aspectos de maior interesse arquitetônico é o fato de que é praticamente impossível separar forma e estrutura. Em Braga, arquitetura e engenharia se fundem.

Para quem tiver interesse em saber mais sobre o estádio: http://www.ordemengenheiros.pt/Default.aspx?tabid=1939 e http://www.afaconsultores.pt/afassociados.asp?cat=6&lng=1&prj=2.

__________________
OBS.: Comentários são muito bem vindos e será um prazer respondê-los mas, por favor, identifique-se (nome + email), para eu poder saber com quem estou me comunicando. Obrigado.

3 comentários:

to disse...

uma pergunta boba: quanto cobra um arquiteto?
é uma percentagem sobre o total da obra?

Edson Mahfuz disse...

sim, é um percentual em relação ao custo estimado da obra. funciona assim: quanto maior a obra, menor é o percentual. existe uma tabela de honorários criada pelo IAB, que serve como referência.

Tarso Carneiro disse...

Édson,
tenho acompanhado com muito interesse teus artigos, e é claro, os comentários da To, que não tem nada de bobos. Este em especial acho que é um ponto muito interessante para se falar para os não arquitetos.
um abraço e parabéns pela iniciativa.